sábado, 12 de abril de 2008

Assim somos

Um pedaço de papel
E uma boa razão
São motivos suficientes
Para descrever qualquer situação

Descobri observando realmente
Que nem sempre a verdade acalma
E que nem sempre a mentira desola


Por vezes sabemos de situações
Contraditórias ao coração
E como incomoda seguir calado

Seguir motivado
Sem saber para onde olhar
Sem saber a quem questionar
Sem saber como argumentar
Contra o que está fora da alçada.

O tempo dá respostas

E como dá!
A tantas perguntas que nos fazemos
Quando estamos frente a frente
Com a nossa própria consciência
Por vezes perturbada


No dualismo individualista dos seres:
O que é certo, o que é errado.

Como podemos definir os nossos espaços
Como podemos respeitar o espaço dos outros
Qual é o lado certo do jogo?
Atacamos sem esquecer da defesa
Defendemos procurando espaços para o ataque
E assim vivemos
Vendo os aliados caírem
E nós seguindo rumo ao que nem sempre ...

é certo.

Por vezes estamos imbuídos na situação e,

acordamos descrentes da nossa própria decisão
O que fazer?
Só podemos pedir a quem possa nos escutar
Foça para seguir

Indo..seguindo..evoluindo!

Sem esquecer de agradecer o que temos
Sem perder o controle do que se tornamos

Não deixando de olhar para trás
Esquecendo de quem ficou
De quem restou
De quem virá
O que acontecerá!?

Abrir os olhos é sempre bom
Fechar os ouvidos por vezes é imprescindível para elevar-se
Ao ponto em que nada lhe abala

A não ser você mesmo !

_
.
.
A.B.
.
.

Um comentário:

thamytb disse...

coraçãooo.... ameii deu flogg... vo vir aki sempriii...
bjoO
se cuidaa!